top of page
GUIA REVIEW | RECOLEÇÕES
Negócios de moda em expansão financeira, impacto positivo e diferenciação pela revenda e recommerce
RECOLEÇÕES (1).png

Se você possui uma marca de roupas (ou trabalha em conexão com a área têxtil) e gostaria de:

 

. Ampliar o seu faturamento

. Expandir a conexão com seus clientes

. Aumentar o seu alcance e seu público

. Gerar soluções positivas e exemplares

. Se atualizar e se destacar no mercado e nas redes, na mídia

 

Aprenda com marcas renomadas e iniciativas relevantes, de todo o mundo, a praticar a revenda das suas próprias peças através das ReColeções, em diferentes possibilidades: simples, cuidadosas, inovadoras e sintonizadas à realidade do seu negócio. 

 

Insira o seu negócio no presente e futuro do vestir: a durabilidade da vida útil das peças.

Em nossa newsletter, acompanhe as abordagens sobre o tema e as novas datas de palestras e conversas.

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

"Adorei, Bruna! Temos mesmo que repensar tanta coisa, e ficar por dentro do que tá acontecendo é o 1 passo. Obrigada por compartilhar."

Ana Santos | Empresária e Designer

"Produtivo e inspirador. Busco sempre me atualizar, em especial nesse momento que vivemos, e esse foi um viés certeiro para os próximos planejamentos." 

Camila Macedo | Empreendedora

Você já deve ter visto que o mercado de revenda deverá dobrar nos próximos 5 anos, atingindo US$ 77 bilhões (Fonte: Forbes, 2022). Sem dúvidas um número animador, tanto no viés dos negócios quanto no impacto positivo do reuso.

 

Com minha experiência prática na Curadoria Review, e em especial por estar conhecendo (mais de perto) novas marcas, do Brasil e de fora, e somando aos estudos e pesquisas sobre inovações na área, percebi o quanto, para além da revenda através dos brechós, as próprias marcas também precisam adaptar a forma como pensam e desenvolvem seus produtos. Por enquanto para se destacar e prosperar, mas em um futuro breve, igualmente para sobreviver em um mercado de rápidas mudanças e demandas sustentáveis.

 

O que acontece até o momento é que elas colocam uma peça de roupa em suas lojas, são pagas por isso e, tudo o que acontece depois elas doam, essencialmente, para o mercado de segunda vida. Ou, na maioria dos casos, as peças são desperdiçadas e vão parar na imensidão poluente dos aterros.

 

Mas, se as marcas começarem a refletir no quanto investem em um produto ao longo do seu ciclo de produção, e realmente compreenderem o potencial de receita por toda a vida útil de um item, se for circulado uma, duas, três vezes, ou ainda transformado de maneiras diferentes, é onde habita um novo panorama, um olhar atualizado para a essência da durabilidade em seu negócio e no mercado.

 

O que é preciso? Rever o horizonte de suas criações, expandindo-as consigo através das ReColeções.

 

Um viés em que as próprias marcas também participam da expansão da vida útil das nossas roupas, das (suas) peças, da merecida longevidade de todos os recursos empregados na produção têxtil. O reuso traz consigo uma incubadora de oportunidades, o que felizmente já vem sendo explorado por empresas diversas pelo mundo, e suas iniciativas podem inspirar, crescentemente, muitas outras a igualmente desenvolverem, à sua maneira e capacidades, estratégias de reutilização.

 

Desenvolver suas Recoleções resulta tanto em fortalecimento para as marcas - financeiro, de impacto positivo e diferenciação no mercado - quanto em uma força fundamental ao trabalho de revenda dos brechós. Uma soma valiosa que atua diretamente nos enormes e urgentes problemas do descarte e desperdício. Amplie o seu olhar e sua atuação!


 

SAIBA MAIS

1 |  A aula terá 2 horas de duração, finalizando com um momento de perguntas e respostas.

2 | Ao se inscrever, você já reserva automaticamente a sua vaga. Enviaremos o link de acesso alguns dias antes, via email.

3 | Qualquer dúvida, entre em contato pelo instagram ou pelo email bruna@plataformareview.com.br.

SOBRE A BRUNA MIRANDA

Empreendedora, mentora e jornalista, atuo na área da moda desde 2008. Comecei com um blog de moda que recebeu parceria da editora Abril e as revistas Elle, Estilo e Manequim, e trabalhos com marcas como Lacoste e Adidas. Em 2013 mergulhei no Slow Fashion através do Guia Slow Living e dos cursos Slow Para Transformar e Comunicação para a Moda Consciente - esse último no Impact Hub BH, Lab Fashion SP e IED Rio. Fiz parte da primeira equipe do Fashion Revolution Brasil, como diretora de comunicação. Sigo atuando, pesquisando e escrevendo sobre o tema na Curadoria Review, com foco no reuso, na durabilidade e no vestir atemporal.

107763469_10223385844094703_8783765265580710867_o.jpg
bottom of page